Busca Matéria:



quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Gestão empresarial, de pessoas, de finanças...

Outro dia, uma cliente minha, médica, pessoa muito inteligente e hábil no trato das questões empresariais, me disse que foi essencial para ela ter feito um MBA em Administração para abrir sua clínica e tocar, com sucesso, o seu negócio. E reclamou que na faculdade de Medicina não se aprende nada de gestão, finanças etc.

É verdade. Na faculdade de Jornalismo (comunicação), a gente mal aprende Jornalismo (lembro de ter aprendido algumas coisas legais nas matérias básicas de Filosofia, Sociologia, Antropologia, Psicologia, e também o que era "lead", ou seja, que o primeiro parágrafo de uma matéria deve responder logo o que, quem, quando, como, onde, por que etc.) e muito menos alguma coisa de Administração. E um dia, depois de anos quebrando a cara com uma micro-empresa aberta (na área de Assessoria de Imprensa), cai a ficha: preciso entender pelo menos o básico de Administração, Liderança, Gestão de Pessoas, Finanças... Senão, estou lascado...

Em uma boa pós-graduação em Comunicação Empresarial, aprendemos um pouco dessas coisas, até para poder entender e saber argumentar com os “donos da empresa” (ou com os clientes, que não deixam de ser os "donos da empresa") porque a “Comunicação é estratégica para o negócio” e desenvolver meios de mensurar o "retorno sobre os investimentos" na área (o tal do "ROI", que dá um medo danado quando o professor de finanças tenta explicá-lo e ensinar como aplicá-lo)...

O Comunicador Empresarial tem de estar ligado diretamente à presidência e direção das empresas para que sua atuação tenha realmente eficácia e um sentido estratégico, mas como fazer isso sem entender xongas (é com x mesmo?) de Gestão Empresarial, de Gestão de Pessoas, Finanças?

Lembro-me de uma palestra do Stephen Kanitz, administrador, colunista da Veja, em um evento da GE em São Paulo (onde poderia ser? No Rio?), sobre as perspectivas para o Brasil nos próximos 50 anos. E ele falou uma coisa que, entre outras, ficou na minha cabeça: um dos problemas do Brasil é o pequeno número relativo de administradores... Acho que dá até para ir além: o problema é não haver nas grades curriculares desde o segundo grau e na graduação disciplinas que dêem alguma luz aos empreendedores. Porque, até cair a ficha, a gente faz muita burrada e perde muito dinheiro...

PS: Kanitz é muito otimista em relação ao futuro do Brasil nos próximos 50 anos (considerando o abismo crescimento econômico X desenvolvimento sócio-econômico, democratização de oportunidades e diminuição das desigualdades sociais, espero não ser assaltado e assassinado até lá para poder conferir essas profecias).

Um comentário:

Marcelo Dias disse...

Oi Leonardo,

Sou jornalista e cansei de trabalhar nos fins de semana e feriados ralando como boi ladrão. E olha que tenho um emprego legal. Mas é o seguinte: estou tentando concursos públicos e vi que, neste ano, os caras resolveram cobrar comunicação empresarial, coisa que não aprendi na gloriosa ECO.

Assim, estou fuçando sites e blogs de gente do ramo. Além do Kotler, quem mais me indicaria para ler? Vi gente como Paulo Nassar, Katia Keller e Francisco Gaudêncio. Esses caras são referência confiável na área?

Meu email é diasmarcelo@yahoo.com.

Abraços.