Busca Matéria:



terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Jornalistas insatisfeitos com a profissão. Nos EUA.

74% dos jornalistas jovens querem deixar profissão, diz pesquisa dos EUA

Da Redação do COMUNIQUE-SE

http://www.comunique-se.com.br

Um estudo da Universidade de Ball State, no Estado de Indiana, nos Estados Unidos, apontou que 74,5% dos jornalistas com menos de 34 anos estão decididos (31%) ou pensando (43,5%) em deixar a profissão.

Os números da falta de motivação entre os jovens superam a média dos entrevistados: 25,7% dos jornalistas pensam em deixar a profissão, enquanto 36,2% disseram-se em dúvida quanto à carreira.

Entre os motivos da desistência estão os baixos salários, a longa jornada de trabalho e o estresse.

Os jornalistas que deixarão a profissão não vão, necessariamente, abandonar a indústria da mídia, diz a pesquisa. Alguns serão free-lancers, outros pensam no setor de Relações Públicas. Entre outras opções está buscar uma carreira acadêmica e cursar outra área de estudo.

4 comentários:

marcella disse...

Oi, leo!
Passei para dar uma força no blog!

Beijos

Leonardo Pessanha disse...

Poxa, é a segunda pessoa que entra no meu blog (os meus próprios comentários não contam)! Demais, né? E ela "passou pra dar uma força"!
Estou impressionado com a força comunicativa e mobilizadora desse meu Canal 17.com!!!
Se cuidem os blogueiros que hoje lideram os rankings de audiência na blogosfera!

Luciana Leall disse...

Léo, se lá os números são assustadores imagine aqui no Brasil!
Tenho vários amigos loucos por estágios e colocações no mercado de trabalho que, infelizmente, não conseguem e partem para outras áreas, abandonando seus sonhos. É triste...

Leonardo Pessanha disse...

Se fosse no Brasil, a gente até poderia chutar algumas razões para um grande índice de insatisfação na "categoria", tipos baixos salários e "seleção natural" (explico: acho que há pessoas que desistem porque percebem que nunca serão bons ou boas jornalistas mesmo, seja porque as escolas de ensino básico e médio em geral são umas bostas que não ajudam os alunos a gostar de ler e a desenvolver um bom texto ou porque não levam o menor jeito para ficar farejando notícias. Entraram na faculdade de Jornalismo porque "tinham de" fazer uma faculdade (ter um diploma...) e porque a profissão poderia ser uma espécie de "portal da fama", uma forma de aparecer na TV e alimentar os desejos narcisistas...)